Comitente 1ª VARA CÍVEL DE CAMBÉ- PR Imprimir Lotes
Classificação Judicial - Presencial - On-line
Status Aberto para Lances
Local Átrio do Fórum local, Avenida Roberto Conceição, nº 532 – Cambé/PR
Data 1º Leilão: 04/06/2018 às 13:30Data2º Leilão: 04/06/2018 às 13:30
0
FAIXA DE PREÇO
COMITENTES
CIDADES
Limpar

LOTE 1.1 - Imóvel c/ 71.894,38m² em Cambé/PR (1º e 2º Leilão)

Fotos lote
Nenhum lance enviado seja o primeiro
Quem está vencendo: lavoueu
Você precisa estar logado e habilitado para enviar lances Entrar/Solicitar Habilitação
{{ValorReal}} Enviar Lance
{{ValorReal}} {{LabelBotaoLanceInicialOfertarAvaliacao}}
Acessar tela de Lances
Lote Tipo do Bem Valor de Avaliação Lance Inicial - 2ª Praça/Hasta Lance Atual Número de Lances Status Número de visitas
001 INDUSTRIAIS R$ 20.221.161,68 R$ 10.110.580,84 R$ 0,00 0 OK 1108
Descrição do lote
IMÓVEL01: Matrícula nº 678 do CRI local. Lote de terras sob nº 21/A-1-2, com área de 2,00 alqueires paulistas, ou seja 48,4 hectares, subdivisão do lote nº 21/A-1, com as divisas e confrontações constantes da matrícula supra declinada, situado na Avenida José Bonifácio, nº 3800 – Bairro Vila Atalaia – Cambé – Pr; IMÓVEL02: Matrícula nº2.447 do CRI local. Lote de terras sob nº 21-A-1-5, com área de 1,13 hectares, ou seja 11.394,38m², da subdivisão do lote nº21-A-1, situado na Avenida José Bonifácio, nº 3800 – Bairro Vila Atalaia – Cambé – Pr, com as divisas e confrontações constantes da matrícula supra declinada; e IMÓVEL03: Matrícula nº2.738 do CRI local. Lote de terras sob nº 21-A-1-3, com área de 0,50 alqueires paulistas, ou seja 12.100,00m², remanescente do lote de igual número, com as divisas e confrontações constantes da matrícula supra declinada, situado na Avenida José Bonifácio, nº 3.800 – Bairro Vila Atalaia – Cambé – Pr. BENFEITORIAS: Imóvel possui pavilhões industriais e prédios administrativos que foram construídos e ampliados conforme as necessidades produtivas da empresa. Possuem as seguintes características conforme seus estados de conservação e padrões de acabamento: a) Área Administrativa: composta por edificações de um pavimento, com estrutura em concreto armado, alvenaria de vedação revestida com emboço pintado e nos banheiros azulejos de padrão normal. Nos pisos, a predominância é de revestimento com placas vinificas e piso cerâmico. Esta área possuem esquadrias metálicas e portas em madeiras. O telhamento é do tipo calhetão, composto por tesouras de madeira. b) Área Fabril: composta por pavilhões de estrutura em concreto armado ou metálica, alvenaria em tijolos maciços revestidos com emboço pintado, nos banheiros observa-se a presença de azulejos nos pisos e paredes. Já o piso das áreas fabril é em concreto polido. A cobertura é composta por telhas aluzinc simples, divididas em tesouras de concreto, treliças metálicas e estruturas metálicas em arco. EDIFICAÇÕES: 1 Administrativo e Garagem - 1.322,42m²; 2 Fabrica - 3.505,00m²; 3 Solda e Montagem - 908,75m²; 4 Escritório Tecnico - RH - 263,22m²; 5 Fabrica 02 + Ampliação - 732,00 m²; 6 Refeitório - 345,00 m²; 7 Guarita, Dep. Jardim e Lavanderia - 52,53 m²; 8 Vestiário - 405,00 m²; 9 Fabrica e Oficina de Manutenção - 1.877,49 m²; 10 Solda - 879,95 m²; 11 Sepração de Sucata e Pintura - 901,00 m²; 12 Anodização - 527,80 m²; 13 Ferramentaria - 302,13 m²; 14 Nitritação - 150,89 m²; 15 Deposito de Reciclados - 127,24 m²; 16 Pátio Expedição - 2.086,38 m²; TOTAL - 18.386,80M²
Local para visitação
Referidos bens se encontram depositados nas mãos da Depositária Judicial e sendo administrada pelo Administrador Judicial João Tavares de Lima e Advogados Associados, podendo ser encontrado na Rua José Oiticica, nº 266 – Jd Quebec – Londrina - Pr.
Observação
RECURSOS PENDENTES: Não há. ÔNUS: R.17/2.447 – Penhora em favor do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS, referente aos autos nº 257/2001 de Executivo Fiscal, em trâmite perante este juízo;Av.18/2.447 – Ampliação de Penhora, em favor do INSS, referente aos autos nº257/2001 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; Av.22/2.447 – Arrolamento de Bens por determinação do Ministério da Fazenda 9ª DRF/Londrina; Av.23/2.447 – Protocolo nº 190.233 – Averbação Premonitória, em favor do Banco Safra, referente aos autos nº 8675-06.2013.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial, em trâmite perante este juízo; Av.24/2.447 – Protocolo nº 196.726 – Indisponibilidade de Bens, referente aos autos nº 5003166-27.2015.4.04.7001 de Medida Cautelar Fiscal movida pela União – Fazenda Pública Nacional, em trâmite perante o juízo da 7ª Vara Federal de Londrina – Pr; Av.25/2.447 – Protocolo nº 203.772 – Averbação Premonitória em favor de Taipa Securitizadora S/A, referente aos autos nº 6052-95.2015.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial, em trâmite perante este juízo; R.12/2.738 – Penhora em favor do INSS, referente aos autos nº 257/2001 de Executivo Fiscal, em trâmite perante este juízo; Av.13/2.738 – Ampliação da Penhora, referente aos autos nº 257/2001 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; Av.14/2.738 – Protocolo nº185.961 – Arrolamento de Bens por determinação da Receita Federal do Brasil em Londrina – Pr; Av.15/2.738 – Protocolo 190.223 – Averbação Premonitória em favor do Banco Safra, referente aos autos nº 8675-06.2013.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial, em trâmite perante este juízo; Av.16/2.738 – Protocolo nº 196.726 – Indisponibilidade de Bens, referente aos autos nº 5003166-27.2015.4.04.7001 de Medida Cautelar Fiscal em favor da União Fazenda Nacional, em trâmite perante o juízo da 7ªVara Federal de Londrina – Pr; Av.17/2.738 – Protocolo nº 203.772 – Averbação Premonitória, em favor da Taipa Securitizadora S/A, referente aos autos nº6052-95.2015.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial, em trâmite perante este juízo; R.18/678 – Penhora em favor do INSS, referente aos autos nº 258/2001 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; R.19/678 – Penhora em favor do INSS, referente aos autos nº 257/2001 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; Av.20/678 – Ampliação de Penhora, em favor do INSS, referente aos autos nº 257/2001 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; R.21/678 – Penhora em favor da União, referente aos autos nº59/2000 de Executivo Fiscal, em trâmite perante este juízo; Av.23/678 – Penhora em favor do Estado do Paraná, referente aos autos nº 130/2005 de Carta Precatória em trâmite perante este juízo; Av.24/678 – Protocolo nº 185.961 – Arrolamento de Bens por determinação da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Londrina – Pr; Av.25/678 – Protocolo nº190.233 – Averbação Premonitória em favor do Banco Safra, referente aos autos nº 8675-06.2013.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial em trâmite perante este juízo; Av.26/678 – Protocolo nº196.567 – Penhora em favor da União, referente aos autos nº 9226-83.2013.8.16.0056 de Executivo Fiscal em trâmite perante o juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública desta Comarca; Av.27/678 – Protocolo nº 196.726 – Indisponibilidade de Bens em favor da União, referente aos autos nº 5003166-27.2015.4.04.7001 de Medida Cautelar Fiscal em trâmite perante o juízo da 7ª Vara Federal de Londrina – Pr; Av.28/678 – Protocolo nº 197.324 – Penhora em favor da União, referente aos autos nº 696/2003 de Executivo Fiscal em trâmite perante este juízo; Av.29/678 – Averbação Premonitória, em favor de Taipa Securitizadora S/A, referente aos autos nº6052-95.2015.8.16.0056 de Execução de Titulo Extrajudicial, em trâmite perante este juízo, conforme matrículas imobiliárias juntadas nos evento 5454.2; 5454.3 e 5454.4. Eventuais outros constantes das matrículas imobiliárias após a expedição do respectivo Edital de Leilão. Diversas Penhoras no rosto destes autos. Em caso de arrematação de bem imóvel, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante recolher as custas referente à expedição da Carta de Arrematação, bem como comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – ITBI, para bens móveis, recolhimento da GRC para cumprimento do Mandado de Entrega; é obrigação do arrematante arcar com os tributos cujos fatos geradores ocorrerem após a data da expedição da carta de arrematação. OBSERVAÇÃO: Os bens serão adquiridos livres e desembaraçados de quaisquer ônus, até a data da expedição da respectiva Carta de Arrematação ou Mandado de Entrega (Artigo 908, parágrafo 1º do CPC/2015 e Artigo 130, parágrafo único do CTN). OBSERVAÇÃO 1: Consoante o disposto no artigo 892 do Novo Código de Processo Civil, a arrematação far-se-á mediante o pagamento imediato do preço pelo arrematante, por depósito judicial ou por meio eletrônico. OBSERVAÇÃO 2: Conforme preconizado no artigo 143 da Lei nº 11.101/2005, poderão ser apresentadas impugnações por quaisquer credores, pelo devedor ou pelo Ministério Público, no prazo de 48 (quarenta e oito) horas da arrematação, hipótese em que os autos serão conclusos ao juiz, que, no prazo de 05 (cinco) dias, decidirá sobre as impugnações e, julgando-as improcedentes, ordenará a entrega dos bens ao arrematante, respeitadas as condições estabelecidas no edital. OBSERVAÇÃO 3: 1) Fica estabelecido como preço mínimo 50% do valor das avaliações, para pagamento a vista, não podendo ser aceito lance inferior ao mínimo o que é reputado preço vil (preço vil é inferior a 50% das avaliações para pagamento a vista); 2) Havendo pagamento parcelado, poderá ser parcelado em 3 x (três vezes), sem juros, passando a ser considerado preço vil a proposta inferior a 55% do valor das avaliações; 3) Ainda no que se refere ao pagamento parcelado, poderá haver parcelamento em até 6 x (seis vezes), sem juros, passando a ser considerado preço vil a proposta inferior a 60% do valor das avaliações. 4) E também no que se refere ao pagamento parcelado, poderá haver parcelamento em até 15 vezes (quinze vezes), sem juros, sendo considerado preço vil a proposta inferior a 65% do valor da avaliação. 5) Sem prejuízo do constante acima, fica sub judice a deliberação quando a forma de pagamento descrita no art. 895, §1º do NCPC. Será lavrada hipoteca sobre o bem como garantia do pagamento das prestações, o que constará da carta de arrematação, para fins de averbação junto ao Registro de Imóveis, e, em se tratando de bem móvel, por caução idônea, ou seja: a)caução real, ou seja, oferta de bem imóvel livre e desembaraçado, cuja avaliação seja superior a avaliação do bem arrematado; (b)caução fidejussória (fiança) – devendo demonstrar que em face do fiador (e sua esposa e ou companheira) não pendem ações executivas ou anotações negativas e cadastros de inadimplentes, além de comprovar que o fiador e eventual cônjuge ou companheiro possui um patrimônio mínimo para fazer frente à dívida; (c)seguro bancário. Assinalo, ainda, que a apresentação de proposta escrita de arrematação, mediante prestações não suspende o leilão e somente prevalecerá caso inexistente proposta de pagamento do lance à vista. Inexistindo proposta de pagamento à vista e havendo mais de uma proposta de pagamento parcelado, estas deverão ser submetidas a apreciação deste juízo, sendo que prevalecerá a proposta de maior valor, ou em iguais condições, a formulada em primeiro lugar (art. 895, § 8º, I e II, NCPC). A ordem de entrega do bem móvel ou a carta de arrematação do bem imóvel, com o respectivo mandado de imissão na posse, será expedida somente depois de efetuado o depósito ou prestadas às garantias pelo arrematante, bem como realizado o pagamento da comissão do leiloeiro e das demais despesas da execução (art. 901, § 1º, NCPC). No caso de atraso no pagamento de qualquer das prestações, incidirá multa de dez por cento sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas. O inadimplemento autoriza o exequente a pedir a resolução da arrematação ou promover, em face do arrematante, a execução do valor devido, devendo ambos os pedidos ser formulados nos autos da execução em que se deu a arrematação. OBSERVAÇÃO 3: Qualquer que seja a modalidade de leilão, assinado o auto pelo juiz, pelo arrematante e pelo leiloeiro, a arrematação será considerada perfeita, acabada e irretratável, ainda, ainda que venham a ser julgados procedentes os embargos do executado ou a ação autônoma de que trata o § 4º deste artigo, assegurada a possibilidade de reparação pelos prejuízos sofridos (artigo 903 do Código de Processo Civil/2015), podendo o arrematante desistir da aquisição apenas nas hipóteses do § 5º do Art. 903 do CPC). O presente edital será publicado no site do leiloeiro www.jeleiloes.com.br, de forma a cumprir o preconizado pelo artigo 887, parágrafo 2º do Novo Código de Processo Civil, o qual estará dispensado à publicação em jornal. COMISSÃO DO LEILOEIRO: será paga pelo arrematante no percentual que estipulo em 5% (cinco por cento) do valor da arrematação. Informamos que nesse lote, só será aceito lance PRESENCIAL.
Histórico de lances
Internauta Data Hora Valor do Lance Forma Pagamento IP do Internauta
{{Internauta}} {{Data}} {{Hora}} {{ValorLance}} {{FormaPagamento}} {{IPInternauta}}
Visualizar todos os lances

***** Atenção investidores/clientes, PARA PARTICIPAÇÃO PRESENCIAL, NÃO É NECESSÁRIO NENHUM TIPO DE CADASTRO PRÉVIO, basta apenas comparecer no dia, local e horário designado munido de seus documentos pessoais e/ou juridicos. Para habilitação nesse leilão de modo ONLINE, é obrigatório o envio de todas as documentações com antecedência mínima de 24 horas antes do último dia útil que antecederá o leilão, seja ele em 1ª e 2ª Praça.

Todo o material de propaganda não tem validade jurídica, pois se trata de mero material de divulgação, com informações limitadas e resumidas, vale o que consta no edital.